Crédito: Imagem Free

ClubHouse: vazamento de mensagens coloca segurança do app em cheque

SEX. 26 FEV

A rede social ClubHouse virou alvo de atenção novamente. Desta vez, a confirmação do vazamento de mensagens privadas de usuários colocou a segurança da plataforma em cheque e acendeu um alerta nos participantes. O caso envolve um hacker que conseguiu extrair mensagens privadas de um grupo e compartilhá-las em um site chinês. A empresa informou que está apurando o ocorrido e que vai intensificar a segurança do aplicativo.

Para o consultor de negócios e especialista em segurança de rede, Diego Arruda, o problema expõe a fragilidade dos sistemas atuais e revela a necessidade de proteção individual para a proteção de dados.

“A tecnologia usada por invasores caminha na mesma velocidade da tecnologia usada para criar novos sistemas, plataformas e melhorar o que já existe. Quanto maior o número de usuários em uma mesma rede, maior a chance de invasão por hackers e pessoas mal intencionadas”, afirma.

Na mesma proporção, o especialista indica que, enquanto usuários, as pessoas devem se precaver de maneira individual e não contar apenas com a segurança oferecida pelas plataformas.

“Além de ter um antivírus instalado no aparelho, recomendo que nunca se abra links, baixe ou abra arquivos enviados de uma fonte desconhecida, que sempre criptografe todos os dados confidenciais e faça backups periódicos dos arquivos para um armazenamento físico”, orienta.

“É importante também a utilização e configuração de autenticação em dois fatores sempre que disponível. O usuário deve sempre se preocupar também com as suas perguntas de segurança, pois, às vezes, uma simples busca nas redes sociais já será suficiente para identificar a resposta. E claro, evitar a exposição demasiada de informações sociais que facilitariam uma possível invasão ou descoberta de senha por engenharia social”, finaliza.

Ainda de acordo com Arruda, caso a conta seja invadida, a orientação é desvincular as contas de nuvem, substituir o dispositivo, alterar todas as senhas e aumentar a segurança online em um novo dispositivo.

  Revista Negócios
 Veja Também