Notícias

Divulgação

Comércio

09 de outubro de 2019 às 12h00

Varejo tradicional investe em novas tecnologias em Natal

Investir em novas tecnologias para fidelizar a clientela e atrair novos públicos é uma estratégia que já está gerando muito retorno para redes de varejo tradicionais do Rio Grande do Norte. Aplicativos próprios, modernização das lojas e ofertas exclusivas e direcionadas são algumas das estratégias adotadas para crescer mesmo em período de crise.

De acordo com especialistas da área, esse é um caminho sem volta até mesmo para as redes mais tradicionais. "As pessoas passam o dia hoje com o Smartphone nas mãos. O modo de comprar e interagir dos consumidores já mudou tem muitos anos. Mesmo segmentos mais conservadores precisam estar envolvidos neste novo momento, sob o risco de perderem clientes. Percebemos que as empresas que promovem integração tecnológica não somente mantem os seus clientes, como também crescem mesmo em período de crise", explica Felipe Ramos, profissional de Tecnologia da Informação.

A estratégia de desenvolver um aplicativo próprio foi adotada em Natal por uma rede de supermercados. Com menos de um ano de atuação, o aplicativo do Favorito Supermercados já atingiu uma base de mais de 100 mil clientes cadastrados. "Trata-se de um aplicativo desenvolvido para oferecer descontos exclusivos aos clientes participantes. O Clube de vantagens Seu Jeito Favorito ainda permite o acúmulo de crédito no aplicativo que pode ser revertido em desconto em compras futuras em qualquer uma das lojas da rede de supermercados Favorito", destaca Venício Gama, diretor presidente da rede.

Outra grande novidade tecnológica adotada pela rede foram os terminais de Autoatendimento. Pioneira no estado nesse tipo de serviço, a rede Favorito foi buscar as tendências tecnológicas para supermercados fora do Brasil. Os novos terminais, presentes, por enquanto, nas lojas de Ponta Negra, Ayrton Senna, Macaíba e Zona Norte, são caixas de compras de até 15 itens, em que o cliente pode escolher os seus produtos na prateleira, passar sozinho numa máquina autoexplicativa e efetuar o pagamento em cartões de débito e crédito.

Na contramão da crise
O investimento em tecnologia pode ser a melhor alternativa para as empresas que buscam driblar a crise econômica nacional. Números recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que as vendas do varejo potiguar tiveram queda de 1,3% no primeiro semestre de 2019. De acordo com as informações do IBGE, o resultado do varejo reflete a conjuntura de baixo dinamismo econômico, o grande nível de pessoas desempregadas, e o elevado endividamento das famílias, que é o maior desde abril 2016, segundo dados do Banco Central.

Para o Favorito Supermercados, o período de crise serviu para investir e colher os frutos. "Nos últimos dois anos, nossa rede saltou de quatro para nove unidades, além de dobrar os postos de trabalho, chegando a quase mil colaboradores no período. Além de diversos outros tipos de investimento, esse trabalho específico voltado para modernização das nossas lojas também influenciou muito nos resultados obtidos", destaca Venício Gama.

 

Revista Negócios

TV NEGÓCIOS

Fórum Negócios