Notícias

Divulgação | BQMIL

Indústria

13 de junho de 2019 às 14h00

Empresa do RN fica entre finalistas de prêmio nacional

A 6ª edição do Prêmio Nacional de Inovação reconheceu 15 empresas de sete estados brasileiros que investem em processos e produtos inovadores. Os prêmios para os pequenos negócios ficaram com a Boulle, CCLi, Editora Belas Letras e Topos Informática. Akaer, BMD Têxteis, Ativa Soluções Tecnológicas, Angelus e MIP Engenharia foram as médias indústrias reconhecidas, enquanto entre as grandes foram: WEG, Natura, Enel, Embraco, Basf e Aker Solutions. A solenidade de entrega do Prêmio aconteceu durante o 8º Congresso Nacional de Inovação da Indústria, promovido pelo Sebrae e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo.

A indústria potiguar de argamassa BQMIL ficou entre as três finalistas do Prêmio Nacional de Inovação, tendo concorrido na categoria “Inovação de Processos”, na modalidade “Médias Empresas”. O CEO da BQMIL, Marcelo Rosado, agradeceu aos parceiros e a equipe de colaboradores e clientes. “É o resultado de esforço disciplinado, contínuo e resiliente nos últimos dez anos. Compartilhamos esse momento de vitória ao sermos classificado entre os três primeiros do país”, disse Rosado.

A solenidade aconteceu na noite desta segunda-feira (10), em São Paulo, durante o 8º Congresso Brasileiro de Inovação na Indústria. “Para nós, do Sebrae, das startups e das empresas inovadoras é um momento de alegria, encantamento, celebração. É saber que o Sebrae está no caminho certo e que, sobretudo, o brasileiro é um grande entusiasta. Não se faz empreendedorismo e inovação sem a alegria e esperança de transformar nossa sociedade”, comemorou o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

“Assumimos o desafio de fazer com que o setor privado se comprometa com o que há de melhor e inspirador em termos de novas tecnologias, produtos, processos, serviços, mercados e políticas. É assim que vemos a inovação: como a saída mais inteligente para o triunfo, vencendo, inclusive, as adversidades econômicas. Essa é a razão de ser desse prêmio”, afirmou o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade.

O Prêmio Nacional de Inovação é dividido em três modalidades, definidas por porte das empresas. Cada modalidade conta com as categorias Gestão da Inovação e Inovação, sendo que esta última tem quatro sub categorias: produto, processo, organizacional e marketing. Nesta edição, também foram reconhecidas empresas que promoveram práticas inovadoras em saúde e segurança do trabalho (SST).

“É um prazer estar aqui pela Topos Informática. Passamos por uma transformação nos últimos tempos, que nos permitiu comprovar processos e criar uma estrutura realmente colaborativa. Agora entendemos como funciona o processo de aceleração empresarial e agradecemos todos os que nos ajudaram a chegar até aqui”, celebrou o diretor da Topos Bahia, Ramon Santos, destacando que a Topos representa o estado da Bahia – única finalista do Nordeste das MPE. A empresa sagrou-se campeã nas categorias Inovação Organizacional e Gestão da Inovação.

A honra em vencer o Prêmio foi ressaltada por Rodolpho Gutierrez, da Boulle Móveis de Fundamento: “Essa lareira tem uma história especial, pois foi o 1º produto com produção em série. Nosso produto representou o design brasileiro nos Jogos Olímpicos e fomos convidados para expor em Milão em 2017 e 2018”. Por sua vez, Gustavo Guertler, diretor da Editora Belas Letras, declarou: “Muito obrigada ao Sebrae e à Fernanda, nossa Agente Local de Inovação (ALI). Inovação é não colocar as pessoas em caixinhas, é deixar elas pensarem”.

Todos os vencedores participarão de imersão internacional em ecossistema de inovação. Além disso, aqueles que ficaram em 1º lugar nas categorias de produto e processo terão R$ 150 mil pré-aprovados para desenvolver projetos por meio do Edital de Inovação para a Indústria – iniciativa do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Serviço Social da Indústria (SESI) e Sebrae. 


Fonte: Agência Sebrae            
 

Revista Negócios

TV NEGÓCIOS

Fórum Negócios