Notícias

Arquivo | Agência Brasil

Indústria

01 de março de 2019 às 12h00

Indústria: faturamento encolheu 18,3% em cinco anos

O ritmo de crescimento da indústria de transformação brasileira em 2018 ficou muito abaixo do registrado nos anos anteriores à crise. Mesmo com a alta de 4,1% do faturamento no ano passado, o setor acumula perdas de 18,3% nas vendas entre 2014 e 2018. No mesmo período, o emprego acumula queda de 16,1% e as horas trabalhadas na produção também diminuíram 21,7%. “Há um longo caminho a ser trilhado para que a indústria retome o 'pico' do nível de atividade de 2013”, alerta o Fato Econômico, da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Mesmo assim, as perspectivas para este ano são animadoras, porque os empresários estão muito confiantes com o desempenho das empresas e da economia nos próximos meses. No entanto, avalia a CNI, uma recuperação mais robusta da atividade industrial depende das reformas estruturais, especialmente a da Previdência, para garantir o ajuste fiscal e o equilíbrio fiscal duradouros. A CNI considera que a reforma tributária também é decisiva para a retomada do crescimento. As mudanças no sistema atual devem, na avaliação da indústria, atacar problemas como o excessivo número de tributos, a complexidade e a cumulatividade do sistema e a tributação das exportações e dos investimentos.

Ao avaliar o desempenho da indústria desde 2003, quando começou a série histórica dos Indicadores Industriais, o Fato Econômico lembra que, ao longo de 15 anos, o faturamento cresceu em oito anos. A média de crescimento nesses sete anos alcançou 5,3% e superou os 4,1% registrados em 2018.

O emprego aumentou em nove anos dos 15 analisados. Naqueles anos, a média de crescimento anual de crescimento do emprego foi de 3%, muito acima do 0,2% verificado entre 2017 e 2018. A média anual de expansão da utilização da capacidade instalada nos oito anos de desempenho positivo do indicador foi de 0,9 ponto percentual, superando o crescimento de 0,2 ponto percentual em 2018 na comparação com 2017.

O Fato Econômico destaca ainda que, nos 15 anos analisados, a produção da indústria de transformaçãol aumentou em 10 anos. A média do crescimento nesses anos foi de 3,9%, também acima da expansão de 1,1% verificada entre 2017 e 2018, como informam os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No acumulado de 2014 a 2018, a produção industrial caiu 16,0%.


Fonte: Agência de Notícias FIERN/CNI

 

Revista Negócios

TV NEGÓCIOS

Fórum Negócios